segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Musik in der Nacht

Guten Abend Freunde!
Um pouco de música na noite!












Bis Morgen!!




Artes cênicas e canto - Biografia Georg Kahrbeck

Sr. Georg Kahrbeck no palco do Show dos Velhos Camaradas


Uma das atrações locais do Oktoberfest Blumenau é o "Show dos Velhos Camaradas" ou ainda  - Alte Kameraden Treff. Esse show é praticamente a representação de um Stammtisch de amigos - cantores do Coro Masculino Liederkranz do C.C. 25 de Julho de Blumenau - sobre o palco. Os amigos cantam e bebem em um Kleine Kneipe. As canções variam de clássicas do cancioneiro alemão até  composições inéditas, exclusivas para a apresentação do grupo.
Um dos cantores do coral tem chamado atenção e já possui seguidores. Sua estréia no Show dos Velhos Camaradas aconteceu na edição do Oktoberfest 2015. Está no Coro Masculino Liederkranz desde 2014. Isto não significa que não tenha experiência com canto e teatro. Chama atenção, principalmente, por sua performance cênica ao lado de seus amigos cantores.

Vamos conhecer um pouco do coralista, músico e ator de teatro - nascido em Hamburg - Georg Kahrbeck 

Georg Kahrbeck, filho de  Werner Kahrbeck e a brasileira Margarida (Solteira Iken) Kahrbeck, nasceu em Hamburg - Alemanha, no dia 20 de agosto de 1931. Sua mãe, natural de Porto Alegre e filha de imigrantes alemães, foi estudar na Alemanha, quando conheceu seu futuro marido - Werner Kahrbeck.  O casal teve três filhos: Georg, Detlev e Maren.
Hamburg -  Alemanha - 1932

Quando iniciou a 2° Guerra Mundial, seu pai foi convocado. Seus avós maternos, que residiam no Brasil, insistiram para que a família viessem para junto deles. Em 1947 o adolescente Georg Kahrbeck, como 16 anos idade, sua mãe e irmãos embarcaram para o Brasil sem  o pai, que estava impedido. Seus avós residiam no Rio de Janeiro e depois, em São Paulo. 
Georg Kahrbeck não sabia falar o português, um dos impedimentos para poder dar prosseguimento aos seus estudos. Se quisesse, seria necessário iniciar seus estudos de base - primário junto com as crianças. Pretendia se formar engenheiro
Ouviram falar, ele e sua família, que na cidade de Blumenau, haviam muitos que falavam o idioma alemão. Seria oportuno para que Georg aprendesse um ofício e pudesse trabalhar. Mudaram-se para Blumenau e o Jovem conseguiu uma vaga de aprendiz na firma da Autoviação Catarinense

Montagem de chassi na oficina da Auto Viação Catarinense

Nesta firma aprendeu a mecânica e manutenção de automóveis. Seu tio, irmão de sua mãe tinha uma malharia em São Paulo e veio lhe buscar para trabalhar com ele e ficou por lá algum tempo.

Resultado de imagem para timpani
Timpani
Conversando com o Sr. Kahrbeck, ficamos sabendo que sempre apreciou a cultura - artes cênicas e canto. Interpretou, cantou, e ainda canta, e foi percussionista, tocando timpani. Participou de peças teatrais na década de 1960 - na Sociedade Dramático Musical Carlos Gomes. Sua vocação foi notada a oportunizada pela teatróloga alemã Bertha Slemer que residiu alguns anos na cidade de Blumenau. A peça que mais lhe marcou e que fez grande sucesso na região foi Jedermann
Fez parte do grupo do grande Maestro alemão Heinz Geyer.
O teatro era feito no idioma alemão. Quando acontecia um espetáculo ou uma apresentação de uma peça no Teatro, movimentava toda a região. As pessoas chegavam de todo o Vale do Itajaí - antiga Colônia Blumenau - com o trem da EFSC. Quando tinha a apresentação de uma peça de teatro no Carlos Gomes era o evento e toda a região se mobilizava. Georg Kahrbeck atuou no teatro blumenauense de língua alemã até, por volta, da década de 1970, quando, por problemas de saúde em sua família, se afastou das artes cênicas. Ficou forçosamente em torno de 15 anos afastado do canto, da música e do teatro. Sua primeira esposa faleceu no final deste tempo e passou por momentos pesados.  Em 1996, para superá-los procurou novamente o teatro. Procurou as atividades do C.C. 25 de Julho de Blumenau para espairecer. Permaneceu no teatro alemão do C.C. 25 de Julho de Blumenau - Theatergruppen até este encerrar suas atividades no ano 2000



"Ele é Maravilhoso nos palcos, para fazer teatro e representar personagens." Alda Niemeyer
Contracenando com a Sra. Alda Niemeyer - Ano  2000

































Sem mais existir o teatro alemão e o espaço para artes cênicas, no mesmo ano de 2000, Georg Kahrbeck ingressa  no Coro Misto do centro cultura.


 No ano de 2014, ingressou no Coro Masculino Liederkranz. No coro masculino vem chamando atenção do público por sua performance no palco. Poucos conhecem seu passado nas artes cênicas na cidade de Blumenau. Atualmente está podendo contribuir no "Show dos Velhos Camaradas"/ Alte Kameraden Treff utilizando toda sua experiência pretérita dos palcos. 
"A partir de minha idade - 85 anos - há muitas limitações. E no palco do Show dos Velhos Camaradas é uma realização, pois deixei de fazer muitas coisas, por limitações. Neste grupo posso praticar a arte cênica sem ter necessidade de decorar textos e posso me permitir me soltar e divertir me divertindo." Georg Kahrbeck.

Sr. Georg Kahrbeck, com a idade de 85 anos completos procura "se reciclar" e busca sua satisfação nas práticas culturais, irradiando o prazer e alegria a partir do palco do Show dos Velhos Camaradas, que tradicionalmente participa da abertura do Oktoberfest Blumenau e assim será, também na edição de 2016. 

Estaremos lá para conferir...

Vídeos - Oktoberfest Blumenau 2015



Nossa gratidão por nos permitir registrar seu bom exemplo, Herr Kahrbeck e poder compartilhar com você, que nos lê. 
Há exemplos positivos e é a eles que devemos dirigir nossa atenção.
Lembramos agora, que quando conversamos com a Sra. Alda Niemeyer, um tempo atrás, ela nos afirmou que na época do teatro alemão no C.C. 25 de Julho de Blumenau  - o Sr. Georg Kahrbeck foi um dos melhor atores em cena. 
Atualmente, Herr Kahrbeck está brilhando no palco, no Show dos Velhos Camaradas - entre os cantores do Coro Masculino Liederkranz, os quais se apresentam sob a batura do Maestro José Carlos Oeschler.




Leituras Complementres - Clicar sobre o título escolhido:












Viver com cultura e arte - Parte da formação da identidade de uma cidade, além de ser salutar.

Ein Prosit!










sábado, 24 de setembro de 2016

Musik in der Nacht

Guten Abend Freunde!!
Um pouco de música a noite...








Bis Morgen!!








Kirchheim unter Teck - A terra dos antepassados - Roteiro Alemanha 2016

Kirchheim unter Teck - Origem da Família Wittmann
Dando sequência ao Roteiro Alemanha 2016, passamos um dia na cidade de Kirchheim unter Teck, de cultura local suábia - Schwabe - de onde é natural a família de Christian Wittmann - avô paterno de Roberto Wittmann. 
A visita à cidade natal de Christian foi muito rápida, com a promessa de retornarmos para melhor pesquisar o local e coletar parte da cultura e história da cidade de onde é originária a família. No dia 18 de maio de 2016, encontramos dois primos de 1° Grau do pai de Roberto e um "lindo Museu" da história da família, com muitos registros. Neste momento, Roberto recebeu um original livro de cantos (Igreja luterana) que pertenceu a Christian Wittmann, cuja data de publicação é do Século XIX, uma relíquia histórica que passou de uma geração para outra e assim continuará. 




Como escrevemos na última postagem da série Alemanha 2016 - Winterbach im Remstal - A terra dos antepassados - Roteiro Alemanha 2016, a família Wittmann tinha sua origem na cidade suábia de Kirchheim unter Teck. A partir de Winterbach, seguimos para visitar os filhos da irmã de Christian Wittmann - Wilhelmine (Wittmann) Luttenberger - a primeira - em pé da direita da foto abaixo. 
Christian Wittmann é o primeiro em pé à esquerda (Avô paterno de Roberto Wittmann) - Na sequência, seu irmão Franz, Wilhelm, sua irmã Marie e Wilhelmine - Os pais eram Marie Christine e Franziskus Wittmann






Antes de prosseguir, sugerimos a leitura da postagem anterior da série - para isto - Clicar sobre: Winterbach im Remstal - A terra dos antepassados.

Correspondências trocadas entre as famílias do Brasil e da Alemanha
- até os dias atuais - Cartão do irmão de Christian Wittmann .
Como anteriormente mencionado - as famílias Wittmann e Müller (Família dos avós paternos de Roberto Wittmann) eram suábias e suas cidades estavam no estado de Baden-Württemberg, cuja capital é Stuttgart
Através deste filho da terra - pai de Roberto Wittmann - que residia em Blumenau, nasceu no Rio de Janeiro, viveu no norte do Paraná e constituiu família em Blumenau, conhecemos os hábitos, costumes, familiares, nomes, paisagens, músicas de uma terra distante, mas ao mesmo tempo, tão próxima, da qual nunca rompeu o contato.
Esta fotografia também encontramos na casa que
foi da irmã de Chriatian na cidade de Kichheim unter
 Teck e agora são de seus filhos - os quais visitamos.











No detalhe da fotografia ao lado, a semelhança facial entre o neto e o avô.
Christian com a farda - 1° Guerra Mundial.

















Christian e Emma Louise Wittmann
A cidade de Kirchheim unter Teck fica muito próxima da cidade de Winterbach. Forma um triângulo se considerar a capital - Sttutgart, Winterbach e Kirchheim unter Teck. Observar o mapa a seguir.

História
Kirchheim unter Teck - a cidade da família Wittmann (Christian) é uma cidade de tamanho médio, localizada, como já mencionamos, no estado de Baden Würtemberg, há 25 km ao sudeste de Stuttgart. Desde o dia 1º de abril de 1956, a cidade é um Distrito.
Na região foram encontrados vestígios do período neolítico, dos celtas e também cemitérios do período romano e do período pré medieval, materializando um assentamento de períodos distintos da história da civilização na região da área urbana.
A primeira menção de Kirchheim em um publicação data de aproximadamente do ano de 960, quando Kirchheim tinha relação com a Diocese de Chur - posse do imperador Otto I. O local fazia parte da propriedade do Duque de Zähringen. No ano de 1186, também fazia parte do Duque de Teck e desde o ano de 1252, passou a adotar o nome da família deste Duque.
Kichheim unter Tech - 1683
Entre 1220 e 1230 surgiu o mercado na cidade através da lei Freiburger. O Convento Kirchheim foi fundado no ano de 1240 pelo Duque Ludwig I de Teck. No ano de 1270, Duque Konrad inicia a construção do muro da cidade.
De 1303 até 1386, Kirchheim - a partir das dificuldades econômicas do Duque de Teck, passou da Áustria para Württemberg. No Século XIX, a cidade foi a sede do Instituto Superior de Württemberg e ali permaneceu até o ano de 1938. Em 1539 foi construída uma fortaleza e o castelo ducal na cidade. Atualmente pode ser visto, após sua reconstrução. Sofreu um incêndio devastador no ano de 1690.


Durante o Século XIV, houve grandes mudanças sociais que propiciaram desenvolvimento econômico à cidade. A nobreza de Teck estava decadente, enquanto houve um aumento do desempenho social e econômico da burguesia, o qual propiciou um boom econômico, especialmente na indústria têxtil e consequentemente fez surgir o comércio de têxteis
A partir da indústria têxtil, houve ramificações de outras áreas relacionadas a mesma. A manufatura da lã, por exemplo, atraiu a mão de obra dos tintureiros e também plantas têxteis e indústria de metais.
No ano de 1864, quando Blumenau já tinha 14 anos de fundação, Kirchheim recebeu a primeira ferrovia privada em Württemberg, cuja linha era Unterboihingen-Kirchheim.
Em 1938, a partir de reforma adminstrativa, a cidade recebeu o alto escalão administrativo e tornou-se Distrito de Nürtingen.
Após a 2° Guerra Mundial a população da cidade aumentou consideravelmente em função da chegada de refugiados de guerra. Em 1948 a população de Kirchheim passou do limite de 20.000 pessoas.
Desde a reforma do distrito, em 1973, Kirchheim unter Teck passou a pertencer ao distrito de Esslingen. Em 1974 foram incorporadas também, Neighbours, Nabern e Jesingen também foram incorporadas, território atual.
Passamos um dia em Kirchheim unter Teck, visitando os sobrinhos de Christian Wittmann. Ficamos devendo imagens da cidade, cuja visita mais detalhada, ficou para nosso próximo Roteiro Alemanha 2017.
Mostraremos um pouco da família, a partir da família de Kichheim unter Teck.



As imagens Comunicam

O Caminho  a partir de Winterbach...































  A casa - encontros e literalmente entrando em contato com a história
A Porta para a história...Do outro lado residem, igualmente - sobrinhos de Christian Wittmann - em dois apartamento distintos - no passado era a residencia de seus pais - ela irmã de Christian Wittmann - avô de Roberto Wittmann.


No destaque - Wilhelmine - irmã de Christian Wittmann e seu marido - Herr Luttenberger

Wilhelmine - irmã de Christian Wittmann e seu marido - Herr Luttenberger


Christian Wittmann em quadros na parede da residência dos filhos de Wilhelmine 























































História da família - antigas porcelanas de Wilhelmine



Outra foto da família Wittmann em outro ambiente

Keller - onde os visitantes deixam seu nome em umpainel do tamanho de uma das paredes.

Família de Wilhelmine em um natal

Encontros intercontinentais



Hobbys semelhantes



Foto Histórica da estação de Kirchheim unter Teck
























História


Nada de desperdício - local onde depositar roupas e calçados que não tem mais uso e ainda são usáveis. Assim não se faz lixo e e não há desperdício. 


Local para almoçar - cardápio do dia

Sempre as tulipas
Outro irmão de Christian Wittmann (migrou para o Brasil) migrou para os
 Estados Unidos - Lembrado neste local do jardim pelo filho de Wilhelmine.






História





Christian Wittmann

Mostrando presente raro que guarda com carinho - uma bíblia histórica






Lembranças da história da família
In loco - História da família

Primos.

Voltaremos...!






































Em Construção...


Para ler mais sobre - Roteiro Alemanha 2016
Escolher um título e clicar sobre:
Leituras Complementares

  1. Momentos do Musikwoche Kiefersfelden - Rosenheim
  2. O Som do órgão da Igreja St. Jacob de Miltenberg
  3. Momentos em Miltenberg e um pouco sobre esta cidade
  4. Erlenbach - Conhecendo Spiel Boule - Roteiro Alemanha
  5. Momentos em Berchtesgaden - Roteiro Alemanha 2016
  6. Momentos da Frühlingsfest - Großkarolinenfeld
  7. Momentos em Neuendettelsau 1 - Kirche St. Nikolai 
  8. Momentos em München - Roteiro Alemanha 2016
  9. Momentos em Neuendettelsau 2 - Fränkische Freilandmuseum Bad Windsheim - Roteiro Alemanha 2016
  10. Momentos em Neuendettelsau 3 - Mission Eine Welt - Roteiro Alemanha 2016
  11. Enxaimel e História em Dinkelsbühl - Roteiro Alemanha 2016
  12. Dinkelsbühl - Site
  13. "Restauro" de um Enxaimel - Museu Kinderzeche Dinkelsbühl - "Kinderzeche" - Zeughaus
  14. Restauro Enxaimel - Fachwerk - Iphofen - Unterfrankem Baviera - Roteiro Alemanha 2016
  15. Siegsdorf e Inzell - Pelos caminhos da Alemanha - Roteiro Alemanha 2016
  16. Igreja Sankt Peter - Müchen - Roteiro Alemanha - 2016
  17. Neues Rathaus München - Roteiro Alemanha 2016
  18. Hofbräuhaus - München - Roteiro Alemanha 2016
  19. Estátua Bavária - Roteiro Alemanha 2016
  20. Montanha Watzmann - Lenda da Família real - Berchtesgaden - Roteiro Alemanha 2016
  21. Análise de uma tipologia enxaimel do século XIV - Alemanha - Roteiro Alemanha 2016
  22. Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  23. Schlossplatz Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  24. Königstrasse - Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  25. Höhenpark Killesberg - Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  26. Schloss Hohenzollern - Baden Württemberg - Roteiro Alemanha 2016
  27. Limes - Lorch - Roteiro Alemanha 2016
  28. Kloster Lorch - Roteiro Alemanha 2016
  29. Fachwerk - enxaimel - em Schorndorf - Baden - Württemberg - Roteiro Alemanha 2016
  30. Winterbach im Remstal - A terra dos antepassados - Roteiro Alemanha 2016