sábado, 30 de julho de 2016

Limes - Lorch - Roteiro Alemanha 2016


Império Romano
Ao longo do roteiro pré estabelecido, de nossa passagem, através de 1600km percorridos pela Alemanha em maio do presente ano, tivemos surpresas que não faziam parte deste roteiro 2016.
Estivemos na região da cidade de Lorch - pertencente ao distrito de Ostalbkreis - região administrativa de Stuttgart - estado de Baden-Württemberg
Romanos
Neste região, já esteve o limite do Império Romano. Os  Romanos pretendiam invadir a Germânia e o fizeram, conquistando as terras juntos às margens do Reno e do Danúbio, que chamaram de Germânia Superior e Germânia Inferior. O Danúbio Superior e Alto Reno formavam sua fronteira nestes tempos. Não passaram deste ponto, pela resistência e pelo bloqueio natural que representavam os vales. Passaram-se 100 anos e os romanos se apropriaram, então, do Dekumatenland - a região da cidade de Lorch. Foram restabelecidas as duas províncias Rhaetia e Germania Superior e uma nova fronteira. As marcas da nova fronteira externa do Império Romano foram transferidas para o leste e norte dos antigos locais. Esta nova fronteira originou os Limes na conhecida fronteira oriental da Germânia Superior e da fronteira norte de Rhaetia - fronteira externa do Império Romano.


O que Lime?
É uma expressão originária do latim e significa limite, que neste caso é o nome de um conjunto de fortificações, delimitações e edificações construída pelos romanos nos novos limites de seu império. Esta estrutura tinha um papel estratégico, pois tinham também o objetivo  de conectar as diversas partes do grande império e incluir dentro de seus limites, áreas de fácil colonização, também excluindo aquelas que não apresentava boas condições de ocupação. Historiadores também afirmam, que existiam preocupações para que as fronteiras e suas construções fossem próximas, com o objetivo de reduzir gastos com construção e mão de obra. 
Em torno de todo o Império Romano - os Limes podem ser classificados em: Limes fechados (Britânia, Muralha de Adriano, Germânia); Limes abertos e descontínuo (Síria); Limes Africano (área de penetração e troca com os povos nômades) Limes (Oeste) Fronteira física  do império.
Os romanos não tinham o mesmo comportamento com as populações externas de suas fronteiras. Na fronteiras orientais - sociedades mais antigas e consideradas iguais pela sociedade romana, o tratamento era mais cauteloso. Nas fronteiras com os bárbaros, no caso com os Germanos, considerados inferiores pelos romanos, o tratamento era pautado pela brutalidade e agressividade.

Para ler sobre os Germanos - escrito por um romano - Tácito - Clicar sobreLivro Germânia - Tácito

Existem sítios arqueológicos conhecidos como "Fronteiras do Império Romano" - que incluem Limes germânicos e a Muralha de Adriano - conhecido como Patrimônio da UNESCO.

Esta foi uma de nossas surpresas. 
Estivemos em um Lime - torre de observação localizada no limite norte do Império romano - na cidade de  Lorch, na qual também visitamos um Mosteiro - que será devidamente apresentado em uma postagem futura.
Os Limes de Lorch é um dos conjuntos mais importantes do patrimônio tombado pela UNESCO, como patrimônio da humanidade.

A Construção de Torre do Vigia

A construção que visitamos em Lorch foi reconstruída no ano de 1969, de acordo com a descrição e no local que estava a original. O local escolhido pelos  romanos era geralmente onde se tinha uma boa visão geral da paisagem no entorno, dentro dos quatro quadrantes - geralmente em uma parte mais alta. Geralmente o material usado predominante era a madeira. Em algumas regiões não usavam madeira, mas a pedra. Estes exemplares não são reconhecidos como uma construção romana. Há construções que usam apenas algumas camadas de pedra que atingem a altura de 12 metros. Esta é complementada - sobre uma cerca de madeira, com a edificação de uma grande sala de estar e sobre esta sala está localizada a sala da guarda com grandes janelas panorâmicas e provavelmente uma galeria, como mostrada nas ilustrações caprichosamente apresentada em um painel junto ao Lime de Lorch.

Estas torres de observação chegavam a uma altura de 25 metros.

Como eram construídos os Limes Watchtower - as torres de observação de madeira construídas pelos romanos possuíam quatro fundações de canto maciças e vigas maciças tampados com paredes de pedras seca. Provavelmente não existia galeria, pois para isto, deveria existir uma estrutura de madeira complexa.
A construção da Lime  - torre de vigia de madeira - de Lorch é hipotética.
No dia 15 de julho de 2005, o local que visitamos passou a fazer parte do Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO. Este - Limes da Alemanha - juntamente com o muro de Adriano no Norte da Inglaterra, agora são patrimônios da Humanidade, o que enche os cidadãos da cidade de alegria em poder nos mostrar. 
Parte do Patrimônio da Humanidade está a linha da fronteira no momento que sofreu expansão do Império Romano entre 100 e 200 anos DC, como também instalações militares de outros períodos, próximo a esta linha imaginária dos limite do Império Romano. Como instalações, são considerados: castelos, torres, Aperranlagen, ruas e instalações civis nas proximidades. 

A extensão que é contemplada com Limes atinge um comprimento total de limites de aproximadamente 550Km. Está contido entre o Alto Reno ou Reno do Norte até o Danúbio do oeste de Regensburg.
Poderia-se dizer que o conjunto é um Monumento Arqueológico do tamanho da Alemanha. Foram construídos aproximadamente 900 torres de observação e 90 castelos nos limites do Império Romano. Trabalhavam nestas fronteiras cerca de 30.000 soldados romanos. Os soldados controlavam o movimento das pessoas e bens entre as áreas provinciais e os teutões.
Na segunda metade do terceiro século depois de Cristo, os romanos abandonaram os Limes. Crises internas e externas e os crescentes ataques de tribos germânicas, forçaram os romanos recuar às antigas fronteiras, juntos aos rios Reno e Danubio.

 As imagens comunicam...
Um Lime da cidade de Lorch






Detalhe construtivo autoportante do Lime a partir do encaixe das madeiras.
Não representa uma estrutura enxaimel, também feita de madeira,
por que não acusa a presença da treliça, ou o Fachwerk.


Detalhe construtivo - encaixe da estrutura do telhado às paredes autoportantes de madeira.

Esta "cerca" se extendia por toda a extensão criando um bloqueio material e demarcando o limite do Império romano - Observar encaixe dos elementos horizontais aos elemento verticais.






Detalhes dos encixes dos elementos de madeira horizontais com elementos de madeiras verticais.





































Um povo com memória, preserva sua história, através de seus monumentos históricos.Com isto cultiva, enaltece e valoriza sua própria identidade.

Para ler mais sobre - Roteiro Alemanha 2016
Escolher um título e clicar sobre:
Leituras Complentares


  1. Momentos do Musikwoche Kiefersfelden - Rosenheim
  2. O Som do órgão da Igreja St. Jacob de Miltenberg
  3. Momentos em Miltenberg e um pouco sobre esta cidade
  4. Erlenbach - Conhecendo Spiel Boule - Roteiro Alemanha
  5. Momentos em Berchtesgaden - Roteiro Alemanha 2016
  6. Momentos da Frühlingsfest - Großkarolinenfeld
  7. Momentos em Neuendettelsau 1 - Kirche St. Nikolai 
  8. Momentos em München - Roteiro Alemanha 2016
  9. Momentos em Neuendettelsau 2 - Fränkische Freilandmuseum Bad Windsheim - Roteiro Alemanha 2016
  10. Momentos em Neuendettelsau 3 - Mission Eine Welt - Roteiro Alemanha 2016
  11. Enxaimel e História em Dinkelsbühl - Roteiro Alemanha 2016
  12. Dinkelsbühl - Site
  13. "Restauro" de um Enxaimel - Museu Kinderzeche Dinkelsbühl - "Kinderzeche" - Zeughaus
  14. Restauro Enxaimel - Fachwerk - Iphofen - Unterfrankem Baviera - Roteiro Alemanha 2016
  15. Siegsdorf e Inzell - Pelos caminhos da Alemanha - Roteiro Alemanha 2016
  16. Igreja Sankt Peter - Müchen - Roteiro Alemanha - 2016
  17. Neues Rathaus München - Roteiro Alemanha 2016
  18. Hofbräuhaus - München - Roteiro Alemanha 2016
  19. Estátua Bavária - Roteiro Alemanha 2016
  20. Montanha Watzmann - Lenda da Família real - Berchtesgaden - Roteiro Alemanha 2016
  21. Análise de uma tipologia enxaimel do século XIV - Alemanha - Roteiro Alemanha 2016
  22. Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  23. Schlossplatz Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  24. Königstrasse - Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  25. Höhenpark Killesberg - Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  26. Schloss Hohenzollern - Baden Württemberg - Roteiro Alemanha 2016




quinta-feira, 28 de julho de 2016

quarta-feira, 27 de julho de 2016

19° Aniversário Grupo de Dança Sênior Esperança - Badenfurt

Relembrando um pouco - Dança Sênior...

Dança Sênior iniciou na Alemanha - em 1974, sob uma iniciativa da Sra. Ilse Tutt. É uma dança baseada em músicas folclóricas de diversos países, dançada em círculo. Tem grande diversidade em movimentos, podendo ser lenta ou rápida, sentada ou em pé. Dança Sênior é uma atividade que pode ser praticada por pessoas de todas as idades. Na faixa de idade da “melhor idade”, é uma atividade sociabilizante que permite a interação entre pessoas com um grupo maior, através da dança e da música. Também jovens, pessoas com limitações físicas podem praticar a dança Sênior. 

Como chegou ao Brasil?

Foi através de uma iniciativa da Sra. Chistel Weber, em 1978. A Dança Sênior foi realmente promovida no Brasil, a partir de 1982, no ancionato Bethesda, em Piraberaba – SC, pela Sra Regina Krauser, sendo esta a primeira Presidente da Associação, que foi fundada em 18 de novembro de 1993, também na Instituição Bethesda.
A Associação tem Regionais nos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
É fato comprovado que a Dança Sênior  desenvolve a auto-estima, muitas vezes em decréscimo, com o avançar dos anos, na vida das pessoas. Isto ocorre através das interações dentro do Grupo e deste com outros grupos, através dos Encontros. Propicia o aumento do círculo de amizades, com isto o neutraliza a solidão.

É observado, igualmente que os movimentos a partir das diferentes coreografias estimulam a motricidade dos músculos e a mobilidade das articulações, proporcionando uma melhor coordenação motora e maior segurança através do domínio do corpo.
Durante a atividade d  Dança Sênior, através da estimulação da respiração e da corrente sanguínea, ocorre uma melhor oxigenação e irrigação das células, prevenindo problemas cardiovasculares.
A concentração necessária para memorizar a coreografia e, o constante treino da coordenação motora desenvolve a capacidade cognitiva, evitando o desgaste precoce do reflexo mental. Isto permite a manutenção da capacidade intelectual.












No dia 26 de julho estivemos em um encontro festivo de Grupos de Danças Sênior da Região. Estivemos na Comunidade Luterana de Badenfurt - Blumenau, na qual o grupo anfitrião - Grupo de Dança Sênior Esperança - comemorou seu 19° aniversário. 

Grupo de Dança Sênior Esperança - à Direita - a Pastora da Comunidade participando









Os trabalhos de apresentação e integração dos grupos presentes foram feitos por sua Coordenadora - Sr. Darci
Sra. Darci esteve a frente do cumprimento do Programa previamente elaborado, conforme imagem:

Sra. Darci - Grupo de Dança Sênior Esperança














Mais sobre estes momentos de Dança Sênior...

Vídeo (Clique em cima para assistir)

Através da imagens, que comunicam...












Pastora da Comunidade Luterana de Bedenfurt



























Pastora da Comunidade  Luterana de Badenfurt








































































































































































A vida é uma sequência de opções escolhidas, independentemente da idade...

Em Breve - Vídeos...


Parabéns ao...
Grupo de Danças Sênior Esperança de Badenfurt!















Leituras Complementares (Clicar sobre o título escolhido):

Dança Sênior - Uma dança para todas as idades
Dança Sênior - Um momento - uma poesia
Encontro Nacional de Grupos - Dança Sênior - Blumenau