quinta-feira, 31 de março de 2016

quarta-feira, 30 de março de 2016

Nome dos moradores da Colônia Blumenau - Ano 1857

Registro muito importante publicado no periódico Blumenau em Cadernos T4 - N°9 - Ano 1961 - onde apresenta os nomes dos residentes da Colônia Blumenau no ano de 1857 e a região de origem dos nomes dos imigrantes. Lembramos que nesta data, ainda não existia a Estado da Alemanha.
Colônia Blumenau - Stadtplatz

Colônia Blumenau - Stadtplatz

Colônia Blumenau - Stadtplatz































































O Stadtplatz da Colônia Blumenau, neste tempo possuía seis zonas e também havia cinco outras zonas rurais.
Informação muito importante para se ter uma ideia dos nomes e da origem dos primeiros imigrantes que povoaram a Colônia Blumenau, durante a primeira década de sua existência. Todos os imigrantes são originários da região onde está atual Alemanha, que surgiu como país somente no ano de 1871. Estes imigrantes, nesta época, não eram alemães. Legalmente seus descendentes, com algumas exceções, também não são considerados oficialmente descendentes de alemães. Muitos, tentam conseguir a dupla cidadania, sendo a segunda, alemã, não conseguem, porque seus antepassados não reivindicaram a cidadania alemã quando surgiu o estado alemão - 21 anos depois da fundação da Colônia Blumenau.



























Leitura Complementar
18 out. 2013 ... Alguns autores, afirmam que a partir da segunda metade do século XIX, ocorreu a segunda revolução industrial em função do surgimento 
6 dez. 2013 ... Para dar seqüência à História - Império Alemão, de maneira sintética, lembramos 3 ..... Antes do surgimento do Estado alemão 
3 out. 2014 ... Dia da Língua Alemã - Dia da Unidade Alemã - Tag der Deutschen Einheit ... O novo estado da Alemanha Unificada continuou a fazer parte da Comunidade ... Antes do surgimento do Estado alemão  
14 nov. 2014 ... Muitos alemães emigravam para a América do Norte e, em menor ...... Como pingos Fazer surgimento do Estado Alemão 
18 out. 2013 ... Surgiram movimentos populares que promoviam a união da classe ... 
18 out. 2013 ... Com já foi mencionado em Post´s anteriores, a nação alemã surgiu a partir ... Esse movimento começou com a constituição do grande Estado ...



18 out. 2013 ... No caso da pessoa ser descendente alemão e tenha dúvidas de como conseguir a cidadania alemã e quais são os procedimentos a ser ...
















segunda-feira, 28 de março de 2016

Musik in der Nacht

Guten Abend Freunde!

Um pouco de música na noite...







Bis Morgen!






Christian Johann Heinrich Heine - poeta alemão

Christian Johann Heinrich Heine
Conhecido como Heinrich Heine, foi uma das grandes expressões da poesia romântica e pós romântica na Alemanha e no mundo do século XIX, período no qual muitos partiram para a América, para o Vale do Itajaí - Santa Catarina. Também foi escritor e jornalista. Sr. Heine é considerado o último poeta do período Romântico.
Utilizando da linguagem lírica, foi capaz de transpô-la aos folhetins e em nível popular de folhetim, levou assuntos relacionados à cultura e a arte, acessível a todos, sem perder a leveza elegante nas palavras, até então desconhecida. Obras complexas para poetas conterrâneos seus, para ele foram facilmente traduzidas e dubladas a partir da língua alemã, até então desconhecidas. Como um crítico, politicamente comprometido, jornalista, ensaísta, humorista e polemista, Sr. Heine era igualmente admirado e temido. Por sua origem judaica e posicionamento político definido, foi "atacado" por extremistas nacionalistas, em seu país e no mundo. Atualmente é reconhecido, por sua obra e visão vanguarda.
Sr. Heine nasceu na cidade alemã de Düsseldorf no dia 13 de dezembro de 1797 e cresceu em um período no qual a Europa passava por grandes transformações sociais, políticas  e econômicas que tiveram "ecos" em quase todo o mundo.




Ano de 1600











„Die Stadt Düsseldorf ist sehr schön, und wenn man in der Ferne an sie denkt und zufällig dort geboren ist, wird einem wunderlich zu Muthe.Und wenn ich sage nach Hause gehn, dann meine ich die Bolkerstraße und das Haus, worin ich geboren bin …“- Heinrich Heine 1827
Nesta época, 1803, o poeta se chamava Harry Heine e frequentou a escola privada israelita de Hein Hertz Rintelsohn. A partir da permissão do governo do Ducado de Berg - Ikuspfälzisch, em 1804, crianças judias tiveram permissão serem transferidas para escolas cristãs. O que aconteceu - mudou-se para a escola primária urbana no ano de 1807 - classe preparatória Düsseldorf Lyseum.
A infância e juventude do pequeno Heine  foi passada durante as mudanças e conflitos. geradas pela Revolução Francesa.
Joachim Murat
Maximiliano Joseph da Baviera tinham soberania   sobre o Ducado de Berg, em 1806 e se rendeu à força dos franceses. Alguns mencionam que este fato, fez o Sr. Heino questionar se não teria direito a cidadania francesa, desmentida pelo Sr. Heinrich von Treitschke em sua biografia - afirmando que Heinrich Heide nunca fez isto. Nesta época (1806-1808), o Grão-Ducado de Berg era governado pelo irmão de Napoleão da França - Joachim Murat (Governo de 1808 até 1813). Como estado da Confederação do Reno, a cidade estava sob forte influência francesa. O poeta tinha admiração pelo imperador francês, porque este introduziu o Código Civil, onde os judeus e não judeus tinham os mesmos direitos.
Nos anos de 1815 e 1816 - Sr. Heinrisch Heine trabalhou pela primeira vez, como banqueiro voluntário no Frankfurt Rindskopff. Nesta época ficou no Jundengasse e sentiu a opressão do gueto. Mais tarde, junto com seu pai, frequentou Freimaurerloge Frankfurt - Maçonaria. Entre os maçons, teve o contato com o reconhecimento social, muitas vezes negado, como judeu, na sociedade comum. Em 1844, foi membro do Mitglied der Loge Les Trinosophes, em Paris.
Foi contemporâneo da Revolução Francesa e das Guerras Napoleônicas.  Pode-se dizer que foi "compositor" dos grandes nomes da música, como Robert Schumann, Franz Schubert, Medenlssohn, Brahms, Wagner, entre outros.

Música de Robert Schumann - letra de Heinrich Heine




Música de Medenlssohn - letra de Heinrich Heine

Seu pai foi um comerciante de tecidos judeu - Sr. Samson Heine Betty. Seu pai, após a Revolução Francesa e mediante seus ideais, beneficiou-se do ideário da revolução - igualdade cívica para todos, uma vez que era judeu e sentia-se perseguido. Mas não fora o suficiente para evitar a falência de seu comércio.
Heine - Haus - Hamburgo
No ano de 1816, Sr. Heinrich Heine mudou-se para a casa bancária de seu tio Salomon - na cidade de Hamburgo e ficou sob os cuidados de seu tio, banqueiro bem relacionado e sucedido que financiou os estudos do jovem e o orientou que seguisse a carreira de comerciante, o  que não despertou seu menor interesse. Apoiou financeiramente o seu sobrinho até sua morte, no ano de 1844, mesmo não estando de acordo com seu interesse na literatura. Neste período frequentou o Liceu, na cidade de Hamburgo e tinha alguns poemas publicados.
Por insistência do tio, fundou um negócio - Harry Heine & Comp, falindo logo, no ano de 1819. O motivo, sua grande dedicação à poesia. Neste período estava apaixonado por sua prima Amalie e não era correspondido. A atmosfera opressiva na casa do tio e o sentimento de que cada vez mais, era indesejável, foi descrito no poema Affrontenburg.

Affrontenburg
Die Zeit verfließt, jedoch das Schloß,
Das alte Schloß mit Turm und Zinne
Und seinem blöden Menschenvolk,
Es kommt mir nimmer aus dem Sinne.
Ich sehe stets die Wetterfahn,
Die auf dem Dach sich rasselnd drehte.
Ein jeder blickte scheu hinauf,
Bevor er nur den Mund auftäte. 
Wer sprechen wollt, erforschte erst
Den Wind, aus Furcht, es möchte plötzlich
Der alte Brummbär Boreas
Anschnauben ihn nicht sehr ergötzlich. 
Die Klügsten freilich schwiegen ganz -
Denn ach, es gab an jenem Orte
Ein Echo, das im Wiederklatsch
Boshaft verfälschte alle Worte. 
Inmitten im Schloßgarten stand
Ein sphinxgezierter Marmorbronnen,
Der immer trocken war, obgleich
Gar manche Träne dort geronnen. 
Vermaledeiter Garten! Ach,
Da gab es nirgends eine Stätte,
Wo nicht mein Herz gekränket ward,
Wo nicht mein Aug geweinet hätte. 
Da gabs wahrhaftig keinen Baum,
Worunter nicht Beleidigungen
Mir zugefüget worden sind
Von feinen und von groben Zungen. 
Die Kröte, die im Gras gelauscht,
Hat alles mitgeteilt der Ratte,
Die ihrer Muhme Viper gleich
Erzählt, was sie vernommen hatte. 
Die hats gesagt dem Schwager Frosch -
Und solcherweis erfahren konnte
Die ganze schmutzge Sippschaft stracks
Die mir erwiesenen Affronte. 
Des Gartens Rosen waren schön,
Und lieblich lockten ihre Düfte;
Doch früh hinwelkend starben sie
An einem sonderbaren Gifte
. 
Zu Tod ist auch erkrankt seitdem
Die Nachtigall, der edle Sprosser,
Der jenen Rosen sang sein Lied; -
Ich glaub, vom selben Gift genoß er. 
Vermaledeiter Garten! Ja,
Es war, als ob ein Fluch drauf laste;
Manchmal am hellen lichten Tag
Mich dort Gespensterfurcht erfaßte.
 
Mich grinste an der grüne Spuk,
Er schien mich grausam zu verhöhnen,
Und aus den Taxusbüschen drang
Alsbald ein Ächzen, Röcheln, Stöhnen. 
Am Ende der Allee erhob
Sich die Terrasse, wo die Wellen
Der Nordsee, zu der Zeit der Flut,
Tief unten am Gestein zerschellen. 
Dort schaut man weit hinaus ins Meer.
Dort stand ich oft in wilden Träumen.
Brandung war auch in meiner Brust -
Das war ein Tosen, Rasen, Schäumen - 
Ein Schäumen, Rasen, Tosen wars,
Ohnmächtig gleichfalls wie die Wogen,
Die kläglich brach der harte Fels,
Wie stolz sie auch herangezogen. 
Mit Neid sah ich die Schiffe ziehn
Vorüber nach beglückten Landen -
Doch mich hielt das verdammte Schloß
Gefesselt in verfluchten Banden.
Sr. August Wilhelm Schlegel
Venceu a queda de braço com o tio, convencido de que seria melhor estudar longe de Hamburgo. Em 1819, seu tio levou-o para estudar leis. Matriculou-se na Universidade de Bonn, onde somente apresentou uma palestra. Em 1819/1820 teve contato com a poesia do Sr. August Wilhelm Schlegel - co fundador do romantismo e exerceu uma forte influência literária no jovem Sr. Heine. Mas isto não lhe impediu, de posteriormente fazer uma análise da obra de Schlegel, zombando de seu trabalho. Aconteceu também com outro professor seu, Sr. Ernst Moritz Arnt, cujo nacionalismo fora da conta, incomodava Sr. Heine.
No semestre de inverno de 1820, o Sr. Heinrich Heino foi para a Universidade de Götting. Permaneceu nesta por poucos meses. Em função de uma caso de duelo, teve que sair. Sr. Heine foi insultado por um colega por causa de sua origem judaica, e sem dúvidas o chamou para duelar. A Universidade não aceitando o embate, o mantém o semestre de 1821 afastado. No mesmo mês foi comprovado a violação de castidade da fraternidade quebrado e então, Sr. Heine foi excluído da instituição. Em Götting, tornou-se um membro do Corpo de Guestphalia, em 1821.
Universidade de Bonn
Sobre Göttingen, Sr. Heine comentou alguns anos mais tarde em uma publicação, sem poupar no sarcasmo e ironia.
" Em geral, os habitantes de Göttingen são divididos em alunos, professores, filisteus e gado; quatro propriedades são nada menos do que estrita divorciada. O estoque vivo é o mais importante. enumerar os nomes de todos os alunos e todos os professores ordinários e desarumados aqui, seria muito prolixo. Também, tem me, neste momento, nem todos os nomes dos alunos na memória, e entre os professores há alguns que ainda não têm nome. O número de filisteus em Götting deve ser muito grande, como areia, ou melhor, como koth à beira-mar. Realmente quando vejo pela manhã, seus rostos sujod e faturas em branco, eu não consigo compreender como Deus poderia criar tanta ralé."  Heine
Sr. Heine mudou-se para a Universidade de Berlim, onde estudou nos anos de 1821-1823, e teve como um dos professores - Sr. Georg Wilhelm Friedrich Hegel. Na cidade de Berlin fez muitos contatos importantes. Foi nesta cidade que teve sua estréia como autor.
Nos anos de 1822-1824, reaproximou-se das práticas do judaísmo. Em Berlin foi um membro ativo da Associação para a Cultura e da Ciência dos judeus. 
Em 1824, o poeta retorna para Göttingen. Em maio do ano seguinte - 1825 -  passou nos exames e concluiu seu Doutorado em junho - Doutoramento em Direito.
Para ter êxito na sua profissão de advogado, adotou o nome Christian Johann Heinrich Heine e se converteu ao luteranismo. Percebeu, que mesmo convertido e com outro nome, não era bem aceito como um igual. Sr. Heinrich Heine, não estava preparado para aceitar deslizes sem ser contestado e insultado.
Mesmo formado, seu interesse pela literatura era maior. Como poeta, já tinha tido sua estreia no ano de 1821, com "Gedichte".
Quando ainda era acadêmico, apaixonou-se por suas primas: Amalie e Therese e não correspondido, compôs o poema "Intermezzo". 

Por razões de saúde, passou uma temporada nas praias do Mar do Báltico, inspirado ainda nos amores não correspondido escreve em 1827 - Buch der Lieder - Livros das canções - sua primeira coletânea de versos.
Bruch der Lieder - Ilustração  Von Edmund Brüning
Dentro da sociedade que vivia, sofria alguns reveses por ser judeu, como por exemplo: o impedimento do exercício de várias profissões e cargos em determinados departamentos, como também acesso em diversas universidades, incluindo o magistério - seu objetivo. Ainda não existia a nação alemã. Para minimizar um pouco esta situação política, converteu-se  do judaísmo para o protestantismo de Lutero e também modificou seu primeiro nome de Harry para Heinrinch. Foi neste tempo que seu nome ficou Christian Johann Heinrich, definindo seu nome na literatura de Heinrich Heine. Outra grande influência na decisão de sua conversão  foi o possível acesso ao mundo dos escritores românticos, no qual as religiões e católicas desempenhavam  papel importante. Alguns afirmam que o conflito entre sua identidade alemã e judaica, será permanente no resto de sua vida. Teve um primo que também seguiu a carreira artística e não mudou sua identidade -  o compositor Giacomo Meyerbeer. 

Sr. August von Platem
Esses primeiros trabalhos mostram influência do Romantismo, mas também suas viagens à praia geraram um trabalho com um toque irônico o que o torna original. Neste tempo criou a base para escrever os volumes dos Quatro de viagem (1826-1831) - uma autobiografia, crítica social e debate literário.
Visita a Inglaterra em 1827 e não gostou muito do que viu. Retornou para a Alemanha decepcionado. No 3° volume dos Quatro de  viagem, o poeta satiriza o poeta e dramaturgo alemão August von Platem, que tinha mencionado pejorativamente sua origem judaica, que prejudicou sua reputação.
Em 1831, como jornalista, foi até Paris, para escrever sobre o Capitalismo. Neste período sofreu influência dos socialistas utópicos - seguidores do Conde Saint- Simon - pregava locais igualitários baseado na mericrotacia. Em  Paris - 1834,  encontrou e se apaixonou pela Sra. Crescence Eugénie Mirat  - que tornou-se sua esposa mais tarde.
Em Paris, escreveu livros de viagens e ensaios sobre a literatura e a filosofia de sua terra natal, que despertou atenção e desconforto e trouxe atenção sobre si por parte das autoridades alemãs, visado e considerado um subversivo. Suas obras foram banidas do território que depois foi da Alemanha. Foi proibido de voltar a viver em sua terra natal, ficando exilado na França. Foi censurado. Mediante a censura, foi que proferiu sua famosa citação: "Aqueles que queimam livros, acabam cedo ou tarde por queimar homens" .

No final do ano de 1835, teve que se exilar em Paris, pois inúmeros espiões o cercavam. Sobre isto, escreveu: "Quando os heróis saem do palco, os palhaços sobem."
No exílio nunca deixou de ter ligação com a terra natal, através de sua produção literária crítica, pautada nos ideais  franceses pela liberdade e igualdade, incentivando e dando base para uma renovação da literatura alemã. Neste tempo que morou na França, trabalhou como correspondente do Jornal alemão Allgemeine Zeitung, de Augsburg. Neste espaço divulgou a cultura alemã e também fundou o jornalismo cultural, que divulga ensaios críticos sobre cultura, arte, literatura e teatro. Foi um grande medidor dos aspectos culturais entre a França e a região que hoje é a Alemanha. Acreditava no equilíbrio entre a filosofia dos pensadores alemães e o espírito revolucionário francês - questão que propiciou a liberdade política e cultural européia.
Sr. Friedrich Engels
Desafiando a censura em sua terra natal, escreveu "Alemanha, um conto de inverno" (1844), no qual faz uma crítica aos reacionários e também escreveu "Os pobres tecelões", no qual aponta as péssimas condições de trabalho nas regiões onde hoje é Alemanha - repetindo que ainda não existia o país Alemanha. Este trabalho seu foi traduzido pelo Sr. Friedrich Engels para o inglês, tornando-o um dos poetas com a obra mais estudada em países comunistas.
Foi um crítico mordaz da religião. Autor da frase que define religião: "Ópio do povo", mais tarde usada por Marx na "Crítica da filosofia heliana do direito" (1844). Também escreveu na obra " Ludwig Börne (1840).

"Bendita seja a religião, que derrama no amargo cálice da humanidade sofredora algumas doces e suporíferas gotas de ópio espiritual, algumas gotas de amor, fé e esperança."

Sr. Heinrich Heine teve mais influência ao redor do mundo do que na Alemanha. Na França sua obra foi aclamada e o poeta chegou a receber uma pensão do governo francês. Teve, igualmente destaque no Japão e na China e na Europa Oriental.
Ficou conhecido por expressar-se com sarcasmo e ironia. Ferramenta que usou para criticar a sociedade onde nasceu. Protestava contra o conservadorismo na arte e na política, os quais consideravam ultrapassados e hipócritas. Tinha com meta política, levar esclarecimento à sociedade e lutar contra a exploração humana, intensificada com a industrialização tardia na Alemanha - o que provocou a grande movimentação migratória de alemães para as Américas, para o Vale do Itajaí. Em Paris conheceu e tornou-se amigo do Sr. Karl Marx.
Em 1848, o poeta é contaminado com sífilis, quando passou a sofrer de parlisia.
O tentáculo de sua obra alcançou o Brasil escravagista. De certa maneira o poeta brasileiro Castro Alves se inspirou no original poema Navio Negreiro de autoria do Sr. Heinrich Heine. O poeta escreveu Das Sklavenschiff (1853/54) - Navio Negreiro, no qual retratava as condições dos escravos em um navio negreiro aportado no Rio de Janeiro. No Brasil o poeta alemão era admirado por poetas nacionais como Machado de Assis, Gonçalves Dias, Raul Pompéia, Manuel Bandeira, entre outros.
No dia 17 de fevereiro de 1856, quando a Colônia Blumenau tinha 6 anos de fundação, e o Sr. Heinrich Heine tinha 59 anos de idade, o poeta morreu na cidade de Paris. Nos últimos momentos de sua vida, sofria de paralisia, ficando permanentemente na cama.
Neste tempo, entre outros, escreveu o "Romanceiro", no qual expressa a sua condição de  judeu e também o volume de poemas "Atta Troll", com reflexões sobre a morte e também, evocações de seu primeiro amor.
Um de seus poemas que foi musicados - A Loreley - é um dos hinos alemães mais tocados até os dias atuais. Existe um local, junto ao Reno, onde faz a lembrança da Loreney.




Para ler mais sobre a Loreley - Clicar sobre: Loreley - Vale do Reno - Rheintal

Ideário...



Poesia musicada em linguagem contemporânea
Com Wise Guys





Em Construção....






domingo, 27 de março de 2016

Musik in der Nacht

Guten Abend Freunde!
Um pouco de música na noite....








Bis Morgen!




Véspera de Páscoa - 8° Osterfest - Pomerode SC

Na véspera do domingo de páscoa 2016, sábado, pesquisando in loco, oportunizamos registrar imagens de um momento da 8° Osterfest - na cidade de Pomerode - SC. A cidade estava visivelmente, com muitos visitantes, fato comprovado, quando observarmos as placas do automóveis estacionados nos espaço destinados para, na área central da cidade. Fomos ao local da 8° Osterfest - Centro de Cultura de Pomerode - ao lado do Teatro Municipal de Pomerode, também percebemos a grande movimentação, nas oficinas, passeios e nos espaços destinados a gastronomia. 
A festa transcorreu no período entre os dias 25 de fevereiro até o dia 27 de março, domingo de páscoa (No dias da semana - de quinta feira  até domingo). 
No domingo de Páscoa, um dos momentos esperados da festa, será o momento que acontecerá o Stüppen - Serenata de Páscoa. Literalmente uma serenata, pois músicos passarão pelas casas da comunidade na madrugada e apresentarão música, semelhante a tradição portuguesa do Terno de Reis, onde serão convidados a entrar e celebrar a páscoa com seus anfitriões.
A atração cultural e visual do evento festivo foi e é, a grande árvore, decorada, segundo os organizadores, com 120 mil cascas de ovos pintados.

Para saber mais sobre a origem da Páscoa - Clicar sobre o linkPáscoa - Ostern - Relembrando sua origem.

As imagens comunicam...
Penúltimo dia da 8 ° Osterfest - Pomerode SC
Teatro Municipal de Pomerode




















































Outras Leituras...
Clicar sobre...

18 out. 2013 ... Ontem estivemos na 29° Festa Pomerana na cidade de Pomerode e alguém nos fez o seguinte comentário, durante a apresentação do Show do velhos Camaradas
27 jan. 2014 ... Hoje tiramos o dia para passear em Pomerode - SC. - Brasil. Dentro de sua História, a partir de sua colonização
23 nov. 2015 ... Hergestellt in Pomerode - Uma iniciativa inédita, pelo menos na região, para valorizar o artesão 
21 nov. 2015 ... Pomerode - Em 1863, alguns colonos - imigrantes alemães - decidiram explorar a região do Vale do Testo. 
23 jan. 2016 ... No dia 21 de janeiro - Pomerode festeja sua emancipação política de Blumenau. A Festa Pomerana surgiu há 33 anos, mas seu "embrião" 
20 dez. 2014 ... Pomerode - Localização e Igrejas históricas. Já conversamos sobre o núcleo urbano fundado por pomeranos na segunda metade do século
23 jan. 2015 ... No dia 21 de janeiro - última quarta feira, foi um dia de festas e comemorações em Pomerode.
30 nov. 2014 ... Tal como a cidade de Blumenau tem sua cidade co-irmã na Alemanha -(Clicar sobre) Weingarten, a cidade de Pomerode